Resultado do Enem 2020 para Treineiros

Resultado do Enem para treineiros, entenda como funciona: O Exame Nacional do Ensino Médio será aplicado duas vez por ano, sendo uma digital e outra regular. O exame é disponibilizado em municípios de todas as unidades federativas do Brasil. A maioria dos participantes buscam vagas em processos seletivos do MEC – Ministério da Educação, onde garantem o acesso ao ensino superior. Eventualmente o exame não possui exigência de participação, entretanto, estudantes que ainda não estão no último ano do ensino médio participam do exame com objetivo exclusivo de autoavaliação de conhecimentos.

O processo de inscrição para o Enem 2020 é basicamente o mesmo para aqueles que desejam concorrer a vagas nos processos seletivos do MEC, tais como Sisu, ProUni e Fies. Treineiros, é o nome dado pelo Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira para estudantes que participam com o objetivo de adquirir conhecimento.

Como é feita a inscrição do Enem para treineiros?

As inscrições do Enem para treineiros não é muito diferente de qualquer outro candidato, são realizadas exclusivamente via internet, no portal do Inep, ou pelo aplicativo do exame. Desse modo, basta acessar o endereço eletrônico http://enem.inep.gov.br/. O período de inscrições é o mesmo daquele destinado aos registros normais, ou seja, mês de maio. Contudo, o Inep não divulgou o calendário, por isso, os candidatos precisam ficar atentos à divulgação do edital com o cronograma oficial. Durante o registro, basta o candidato informar, no espaço destinado para tal finalidade, a intenção de participar do Exame como treineiro.

O Inep é uma autarquia do Governo Federal, vinculada ao Ministério da Educação, responsável por organizar o Exame Nacional do Ensino Médio. O Instituto alerta que os candidatos são os únicos responsáveis por prestar informações verdadeiras e fidedignas durante as inscrições, sob pena de investigação e cancelamento das mesmas.

Conforme outras edições do Enem, elaborado pelo Inep, os estudantes que optam por realizar as provas como treineiros podem usar seus resultados exclusivamente para fins de autoavaliação dos conhecimentos. Enquadram nesta modalidade os candidatos que não vão concluir o ensino médio em 2020.

Como consultar o resultado do Enem para treineiros?

A consulta ao resultado do Enem para treineiros é disponibilizada apenas 60 dias após a divulgação dos resultados daqueles que fazem o Exame em sua forma convencional. Em ambos os casos, a consulta é feita via internet, na página do Inep. No site, o candidato precisa clicar no link “Página do Participante” para, a partir de então, ser direcionado à página de acesso às notas.

No acesso, é necessário informar o número do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e a senha do Enem. Quem não se lembrar da chave secreta poderá recuperá-la com facilidade clicando na opção “Esqueci minha senha”, disponível no canto inferior esquerdo da própria página.

Para recuperar a senha do Enem, o candidato precisa informar novamente o seu número de CPF e a data de nascimento. A partir de então, será necessário escolher o modo em que deseja receber a nova senha. Existem duas opções disponíveis: via SMS (mensagem de texto no celular) e e-mail.

Todos que conseguirem acessar a página de resultado do Enem verão as notas separadas em cinco partes:

  1. Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  2. Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  3. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
  4. Matemática e suas Tecnologias;
  5. Redação.

Correção das provas do Enem

A única que possui valores máximos e mínimos pré-estabelecidos é a prova de redação do Enem, que varia de 0 a 1000 pontos. As demais áreas de conhecimento são avaliadas pela TRI (Teoria de Resposta ao Item), que corrige as provas objetivas de uma maneira um pouco diferente da convencional, adotada na maioria dos vestibulares.

A TRI não avalia apenas o número de acertos e erros do candidato. O principal objetivo da Teoria é analisar a qualidade das respostas. Assim, é comum estudantes com o mesmo número de acertos apresentarem notas diferentes. Tudo isso porque, em sua correção, a TRI tenta penalizar aqueles participantes que praticam os chamados “chutes”.

Na análise feita pela Teoria de Resposta ao Item, são dados pesos diferentes às questões de nível fácil, médio e difícil. Os estudantes que acertam em sua maioria questões fáceis e médias, apresentam uma lógica nas respostas e tendem a ter bom aproveitamento. Por sua vez, aqueles que acertam mais questões difíceis e médias, errando as fáceis, são penalizados, pois é certo que chutaram a maioria das respostas.

Maiores informações sobre o Exame Nacional do Ensino Médio você encontra em outros artigos de nosso site. Continue nos visitando e curta a página do Enem no Facebook ou Guia do Enem no Instagram, para assim ficar por dentro de todas as novidades!

Se prepare para as provas do fim do ano com o auxílio da apostila do Enem 2020 e saia na frente dos concorrentes!

Deixe um comentário